Fale Conosco

Sua Prática

Ustrásana (Retroflexão)

 

Etimologia:Ustra quer dizer camelo. Ásana,  posição.

 

Efeitos:

 

É muito eficaz para abrir o tórax e o peito de pessoas com cifose, corcundas, com problemas de postura ou ombros caídos. Toda a coluna é esticada para traz e tonifica os músculos da lombar e dorsal, além de alongar toda a parte anterior do tronco.

 

Energéticamente, esta posição está promovendo a abertura do quarta chakra, anáhatha. Anáhatha chakra rege nossas emoções. Ao praticar ustrásana estamos abrindo o peito para melhor nos relacionar com o mundo, nos dispondo à conviver com as diferenças de forma harmoniosa; à sermos mais tolerantes, podendo administrar nossas emoções e afetividade de forma mais tranquila e sensata. É uma postura estimulante.

Em ustrásana a respiração é intercostal; observando o movimento de abrir e fechar das costelas ao longo das respirações.

 

Contra-indicações:

 

As contra-indicações dessa postura dizem respeito àqueles com maior sensibilidade e pouco tonus na região lombar, ou pessoas com problemas de coluna específicos nessa região, lesões de joelho ou encurtamento na parte anterior das coxas. Apenas deve-se cuidar para iniciar com as variações mais simples e, à medida que a coluna for adquirindo maior flexibilidade, partir para variações mais adiantadas.

O ideal é sempre iniciar com a supervisão de um professor.

 

Como fazer a postura:

  • Ajoelhe-se no chão e sente as nádegas nos calcanhares

  • Apoie as mãos atrás dos pés no chão.

  • Inspire, projetando a virilha o quadril e o peito para frente e para cima.

  • Contraindo as nádegas, procure sentir o alongamento em toda parte anterior de seu corpo. Se sentir facilidade caminhe com as mãos em direção às solas dos pés.

  • O ideal é que no final da postura seu peito esteja apontando diretamente para o teto e a cabeça solta e relaxada para trás.

  • Desfaça a postura e descanse deitando o peito sobre as coxas e sentando novamente as nádegas sobre os calcanhares e relaxando os braços para trás.

O Parighásana

 

Comumente traduzido como postura do portão, o Parighásana se refere ao utensílio utilizado para fechar o portão, pois nesta posição, o corpo se assemelha à trava ou barra (Parigha, que tb é o instrumento de Indra).

 

Inspire elevando o braço, expire flexionando lateralmente o tronco. Respire normalmente na posição final, mantendo a consciência no alongamento lateral e na manutenção do equilíbrio. Esta posição promove um bom alongamento lateral, na região pélvica e no tronco. Massageia os músculos e órgãos abdominais, prevenindo a flacidez da pele nesta região.


Alonga os músculos adutores e os músculos da panturrilha e os músculos acessórios da respiração intercostais.

 

Abre ombros e tórax, trabalhando anáhatha chakra e por isso desenvolve a confiança pessoal.

Tradicionalmente pensado para estimular os órgãos abdominais e os pulmões.

 

Esta é uma das inúmeras variações de Parighásana, sendo que a mais tradicional é feita com o apoio do joelho no chão e os quadris suspensos.

 

Através da prática regular, Parighasana pode ajudar a aliviar a asma, alergias, resfriados e outros problemas respiratórios.
Além disso, estimula a digestão e ajuda a regular o funcionamento dos rins, liberando as toxinas do corpo. A curva lateral aumenta a flexibilidade da coluna vertebral e envia um fluxo de, sangue rico de oxigênio para as vértebras.

 

Como toda a postura de lateralidade está desenvolvendo o equilíbrio dos dois principais condutos de energia no corpo sutil:Idá e Pingalá, ou Surya e Chandra Nadis. Harmonizando assim a energia masculina e feminina, a ativa e a passiva existentes dentro de cada um de nós.